Condições de Venda | Compincar

CONDIÇÕES GERAIS DE VENDA

  1. Os produtos discriminados na factura constante do rosto deste documento foram entregues ao cliente, na data constante da respectiva guia de remessa, considerando-se os mesmos aceites, porquanto não foram reclamados pelo cliente na data da respectiva entrega e recepção, quanto a defeitos ou irregularidades notórias e aparentes à vista.
  2. O prazo de garantia de defeitos do fabrico dos produtos fornecidos ao abrigo da presente factura é de um ano a contar da entrega.
  3. Nenhuma reclamação do cliente relativamente a defeitos de fabrico, cujo conhecimento e percepção pelo cliente sejam supervenientes em relação à data da entrega e recepção originária, dos produtos fornecidos ao abrigo da presente factura, será atendida ou considerada procedente se não for formulada por escrito pelo cliente, devidamente fundamentada, e comunicada à empresa fornecedora no prazo máximo de trinta dias após o conhecimento da irregularidade ou defeito, e no prazo máximo de um ano após a data da entrega, constante da guia de remessa.
  4. São expressamente excluídas da garantia os casos de deficiências verificadas nos produtos constantes da presente factura decorrentes de incorrecto manuseamento dos mesmos após entrega ao cliente, bem como de armazenamento ou acondicionamento dos produtos em condições incorrectas ou insalubres, e ainda de incorrectas alterações supervenientes efectuadas após a entrega ao cliente, designadamente decorrentes de pinturas, envernizamento, alterações dimensionais, alterações na estrutura, etc.
  5. Os endereços das partes, ou seja, da empresa fornecedora e do cliente, constantes da presente factura, serão considerados, para todos os efeitos legais e contratuais, como estipulação dos respectivos domicílios, devendo qualquer eventual ulterior alteração do endereço ser comunicada à outra parte por correio registado.
  6. As partes estabelecem que a lei aplicável a qualquer eventual litígio decorrente do fornecimento em apreço é a Lei Portuguesa, e o foro competente o da Comarca de Paços de Ferreira, com renúncia qualquer outro, sem prejuízo da possibilidade de as partes acordarem, por escrito, o recurso à solução arbitral de litígio.
  7. Em caso de anomalia de fabrico, será unicamente recuperado ou reposto o produto com defeito, não havendo lugar a qualquer indemnização adicional.

 

Atenção: As madeiras são um produto natural, como tal o mesmo artigo pode apresentar diferentes tonalidades.

Download .pdf